domingo, 12 de setembro de 2010

O trem como integração e modelo de mobilidade


video

O que pode explicar a ausência de trens de passageiro no Brasil? Falta de visão dos governantes, lobby dos donos de empresas de ônibus são as respostas mais plausíveis. O fato é que, além de um dos meios de transportes mais seguros que existem, os trens são possibilidades de integração.
Há pouco mais de 15 dias na Espanha para a realização de uma estância pós doutoral na Universidade de Vigo (através do Edital Erasmus Mundus17 que me garantiu uma bolsa de estudos), pude perceber como este meio de transporte é importante e como seu uso já faz parte da cultura da mobilidade interurbana do espanhol em particular e do europeu de modo genérico.
Os investimentos nessa área não param. Além dos modelos mais simples a Espanha prossegue na busca da integração através dos modelos rápidos, aqui denominados Auto Velocidad Espaõla (AVE). Em praticamente todas as comunidades há trechos sendo efetivados para uma maior integração nacional, mesmo que o país pareça uma colcha de retalhos quando se fala em diversidade cultural e política e onde afloram os mais variados ardores de independência de regiões do estado Espanhol, com mais intensidade mo País Vasco e Cataluña.
Mas o que mais impressiona são as rotas interurbanas, a exemplo das que existem na Comunidade Gallega. Podes tomar um trem de Pontevedra para A Coruña a cada hora, com variações mínimas de valores. Um bilhete individual neste trecho, com muitas paradas entre a estação de saída e a de destino , por exemplo, custa 10,90 Euros para adultos e 6,55 Euros para crianças (aproximadamente R$ 28,00 adulto).
Se a viagem tem menos paradas entre as estações de saída e destino o bilhete o bilhete tem um acrescimento de preço e custa 12,90 Euros para adultos e 7,70 Euros para crianças. Mas pode custar um pouco menos aproximadamente 1 Euro) se compras antecipadamente o bilhete de ida e volta.
O tempo do trajeto também varia entre as múltiplas saídas. A mais demorada leva 1 hora e 58 minutos e a mais rápida 1 hora e 28 minutos, ara uma viagem de aproximadamente 134 quilômetros. Bastante rápida se temos como referência os tempos médios de viagem em carro em estradas brasileiras. Para além das comparações o que se ressalta dessas viagens de trem entre cidades espanholas é a tranqüilidade e a segurança.
Um modelo que deveria ser copiado por autoridades brasileiras e a fase de eleições seria um bom momento para cobrar de candidatos mais esforços para implantação de linhas férreas entre cidades e estados. E que os empresários do setor rodoviários não vissem a iniciativa de uma concorrência saudável.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário